Notícias

12/12/2017 - G1

Polícia prende sócia de construtora investigada por golpe na venda de apartamentos em Curitiba

Mulher foi presa em Santa Catarina nesta terça-feira (12). Outros três sócios estão foragidos, segundo a polícia.

A Polícia Civil prendeu nesta terça-feira (12), em Santa Catarina, a sócia de uma construtora de Curitiba suspeita de vender cerca de 60 apartamentos, em quatro prédios, e nunca ter entregue os imóveis aos compradores. O golpe é estimado pela polícia em R$ 30 milhões.

Outros três sócios da Construtora Ditorres, um homem e duas mulheres, também tiveram prisão preventiva decretada, mas estão foragidos, segundo a polícia.

As investigações apontaram que a construtora vendia os apartamentos na planta desde 2013. Conforme a polícia, foram 21 compradores. Algumas obras sequer começaram e outras não saíram da fundação.

A polícia descobriu ainda que o mesmo apartamento foi vendido para mais de um dono. "Na hora de pegar as chaves apareceu outro dono, que entrou no imóvel, trocou as fechaduras e ficou com ele. Ficou com a posse do imóvel e não tem solução pro caso", explicou a vítima.

Um dos compradores que caiu no golpe conta que teve prejuízo de R$ 600 mil. Um comerciante, que também foi lesado, disse que comprou o apartamento em 2013, com a promessa de que no ano seguinte poderia pegar as chaves.

Ele ficou sem o dinheiro e o apartamento. "Uma vida inteira para ter um imóvel desses, né? Difícil", afirmou.

A reportagem tentou contato com a defesa da construtora, mas as ligações não foram atendidas.



AVISO: O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. A DEALL R&I, divisão do IBRACAF Ltda., não avaliza as informações contidas neste artigo nem se responsabiliza por elas.