Notícias

08/12/2017 - Tribuna do Ceará

Grupo com pastor evangélico dá golpe de R$ 5 milhões com pirâmide financeira em Iguatu

Pelo menos 57 pessoas perderam investimentos feitos na pirâmide financeira. Um deles perdeu R$ 500 mil
Por: Everton Lucas

A Polícia Civil de Iguatu desarticulou, nesta quinta-feira (7), uma quadrilha que aplicava golpes de Pirâmide Financeira, no município e em outras cidades da Região Centro Sul. A estimativa é que o grupo tenha roubado cerca de R$ 5 milhões de pelo menos 57 vítimas.

Para participar do esquema, cada pessoa teria que investir na Pirâmide Financeira que era chamada de “D9 clube de empreendedores”, com valor mínimo de R$ 6.750. Uma das vítimas chegou a aplicar R$ 500 mil. A promessa era de que teriam lucros de mais de 30% ao mês e de 300% ao ano.

As vítimas relataram que esse dinheiro era entregue em mãos aos líderes do grupo, e que os pagamentos dos lucros eram devolvidos, mas de repente elas pararam de receber os valores. O delegado Wesley Alves foi o responsável pela Operação.

Cinco homens e uma mulher estão envolvidos no esquema criminoso, incluindo um pastor evangélico e comerciantes locais. Devido às investigações, não foram divulgados os nomes.

Nesta primeira fase da Operação Pirâmide, a Polícia Civil decretou o bloqueio dos bens dos seis líderes do grupo, porém, eles aguardam resposta da Justiça em liberdade.

O golpe causou também um dano para toda a economia e para o comércio iguatense, tendo em vista que vários empresários, pequenos comerciantes, servidores públicos e profissionais liberais investiram altas quantias em dinheiro, porém não tiveram o retorno prometido, ficando todos no prejuízo.



AVISO: O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. A DEALL R&I, divisão do IBRACAF Ltda., não avaliza as informações contidas neste artigo nem se responsabiliza por elas.